Casais mais felizes e satisfeitos. Dicas para um relacionamento saudável

Tempo de leitura: 3 minutos

Casais mais felizes e satisfeitos. Dicas para um relacionamento saudável

Para ser mais feliz no amor…

Por Carolina Perrella / Fonte: Projeto Bem Casados

Todos nós sabemos que não existe “receita de bolo” para um relacionamento durar, e ser saudável, afinal, a vida não vem com manual de instruções!

Contudo, sempre temos a oportunidade e a escolha de aprender com as pesquisas, com as experiências das pessoas e com os relacionamentos saudáveis que conhecemos!

Guy Winch é um terapeuta de casais americano, que, considerando seus 20 anos de experiência, chegou a conclusão que, nos casais mais felizes e satisfeitos com a relação existia a presença de três habilidades específicas:

  • Empatia,
  • Validação emocional,
  • Consideração e civilidade.

Vamos aprender com ele?

Empatia

“Ser capaz de se colocar no lugar do outro, buscar entender o que o outro está experienciando, seu ponto de vista, entender como ele se sente e transmitir ao outro que você o compreende.

Esta empatia, exige de nós um certo esforço e muita atenção, pois com o tempo tendemos a achar que entende o outro por estar juntos a muito tempo…tendemos a pressupor mais as coisas do que de fato entender de forma genuina o que o outro está passando.”

Validação emocional

“Quando seu parceiro (a) está triste ou bravo com você a ultima coisa que você pensa em fazer é dizer a ele que ele tem o direito de se sentir daquele jeito… Mas quando você transmite esta mensagem, – demonstrando empatia e compreensão – algo mágico acontece. Ao invés de incitar ainda mais a raiva e tristeza, esta mensagem de validação emocional diminui estas “chamas”.

E porque este resultado paradoxal acontece?

Validação emocional é algo que todos nós buscamos e precisamos, muito mais do que imaginamos! Quando estamos tristes, com raiva, frustrados ou decepcionados o que mais queremos é que o nosso parceiro entenda o porque estamos nos sentindo daquela forma.

Queremos que ele(a) valide nossas emoções, transmitindo sua compreensão… quando isso acontece – e para isso precisamos de uma dose de empatia – o alívio e a cartarse que experienciamos é enorme.

Podemos então ter uma liberação visceral e deixar fluir aquelas emoções negativas. Transmitir esta validação emocional ao seu parceiro (a), especialmente no meio de uma discussão, pode ajudar a acalmar, e permitir que sentimentos positivos retornem!”

Consideração e Civilidade

“Muitos casais subestimam o impacto que pequenos gestos de consideração pode gerar na “saúde” e dinâmica de seus relacionamentos.

Atitudes como deixar um cartão legal para o outro, dar flores, fazer carinho, preparar sua comida favorita, falar palavras de amor, abraçar pode rapidamente diminuir uma tensão ou dinâmica negativa e colocar o casal em uma comunicação positiva novamente.

Obviamente, flores ou abraços não podem desfazer todas as feridas… Quando as coisas ficam tensas, civilidade, boa vontade e concideração são frequentemente substituidas por impaciência e negatividade… Tendemos a tratar o outro de maneira inferior, o que faz o outro nos tratar assim também, e isso vira um ciclo vicioso.

Quebrar este ciclo negativo requere apenas 2 ou 3 gestos de concideração e boa vontade , e então tendemos a responder de maneira mais generosa, com empatia e validação emocional afim de resolver aquele conflito.”

Estas três habilidades “andam de mãos dadas”… Juntas, formam uma base sólida para o relacionamento, de carinho, confiança e conexão onde os casais podem sair com mais facilidade de momentos de estresse, tensão e distanciamento emocional.

São habilidades que podemos praticar e desenvolver em nossos relacionamentos…para ser mais feliz!

O amor genuíno

De uma forma muito clara e com enorme sabedoria, a monja Jetsunma Tenzin Palmo nos fala sobre a diferença do Amor Romântico e do Amor Genuíno, e como é importante buscarmos este último em nossas relações!

Lindo e inspirador, espero que gostem! 😉

[Ative a legenda no canto inferior direito do vídeo]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *